Fibromialgia – ainda uma ilustre desconhecida
Dr. Abner Carlos Areno

A fibromialgia é uma moléstia complexa, com características sindrômicas (v. síndrome) e só recentemente definida. Apesar de ser uma síndrome, o National Institute of Health (NIH) dos Estados Unidos reclassificou a fibromialgia como doença de fato: é uma enfermidade dolorosa sistêmica crônica, não degenerativa e nem progressiva. Referências na literatura médica remontam ao século XVII, mas, em passado ainda recente, a dificuldade de reconhecimento e conseqüente falta de tratamento adequado para esta enfermidade poderiam ser explicados pela ausência de pesquisa significativa. Hoje em dia, evidências servem de base para o diagnóstico, assim como o tratamento dessa entidade sindrômica.

Apesar dessa síndrome ter sido conhecida por outros nomes, a palavra fibromialgia foi introduzida em 1976. Esta palavra é derivada do latim – “fibro”, de tecido fibroso; “mi”, de músculo; “al”, de dor e “gia”, de condição de. Foi, durante muito tempo, conhecida com o nome mal aplicado de fibrosite, porque não há processo inflamatório (o sufixo “ite” equivale, em medicina, a inflamação) – não existe processo inflamatório fazendo parte ou se manifestando em qualquer época do processo evolutivo dessa doença.

O sintoma mais importante e evidente é, de longe, a dor. Pacientes com fibromialgia são submetidos, freqüentemente, a vários exames inconclusivos e procuram vários especialistas à procura de diagnóstico e tratamento. Estes pacientes, pelo menos externamente, não tem aparência de portarem alguma doença. Como não se chega a um diagnóstico, isso acaba por induzir o portador dessa patologia a sentir medo, incerteza e frustração, piorando o quadro doloroso.

Sabendo-se que não há exames laboratoriais ou outros, atualmente disponíveis, para se confirmar esse diagnóstico, um médico preparado, experiente em obter um bom histórico do paciente, ouvindo suas queixas e fazendo um bom exame físico ainda é o mais importante para se diagnosticar e tratar essa patologia.

← voltar

Todos os direitos e imagens reservados - Clínica de fraturas Zona Norte | Design by Midhaus