GLOSSÁRIO DE TERMOS ENCONTRADOS NESSE SITE

 

Se você quiser ver todo o glossário em uma página simplificada para impressão, clique aqui.

 

a | b | c | d | e | f | g | h | i | j | k | l |m | n | o | p | q | r | s | t | u | v | w | x y | z 

d

dálton: termo não-oficial, utilizado principalmente em biologia molecular, para indicar uma unidade de massa igual a ½ da massa de carbono-12, equivalendo a 1,0000 na escala de massa atômica. Numericamente, mas não dimensionalmente, igual ao peso molecular. Abrevia-se Da, utilizando-se kDa e MDa para significar, respectivamente, quilodálton (= 1.000 Da) e megadálton (= 1.000.000 Da). Alguns autores utilizam D como símbolo de dálton.

débito cardíaco: volume de sangue expelido por cada ventrículo cardíaco por unidade de tempo (em repouso, geralmente é de 5 litros por minuto e, em esforço, pode atingir 40 litros por minuto).

decaimento alfa:
em física nuclear - decaimento radiativo que envolve a emissão de uma partícula alfa, ocasionando uma redução de duas unidades no número atômico do núcleo envolvido neste decaimento e de quatro unidades no número de massa; desintegração alfa.

decúbito: atitude do corpo em repouso em um plano horizontal; momento em que o paciente é levado a deitar-se devido a doença.

decúbito dorsal: postura do corpo apoiado em um plano horizontal pelo dorso.

decúbito lateral: postura do corpo apoiado em um plano horizontal pelo flanco (direito ou esquerdo).

decúbito ventral: postura do corpo apoiado em um plano horizontal pelo ventre; posição do corpo de quem está deitado de bruços.

déficit: em medicina: deficiência que se pode medir, quantitativa ou qualitativamente (p. ex.: déficit auditivo, déficit psíquico).

degeneração: ato ou efeito de degenerar(-se); perda ou alteração (no ser vivo) das qualidades de sua espécie; abastardamento; mudança para um estado pior; decaimento, declínio; em sentido figurado: estado de depravação.

degenerativo: relativo a ou que provoca degeneração.

densidade óssea: qualidade do osso compacto e denso; quantidade de material ósseo em um dado espaço baseado na razão, proporção ou relação da massa óssea por um determinado volume.

densitometria óssea: determinação da densidade óssea pela medida da absorção dos fótons (emitida por uma fonte radioativa) que atravessam os ossos).

depressão: em psicopatologia - estado de desencorajamento, de perda de interesse, que sobrevém, p.ex., após perdas, decepções, fracassos, estresse físico e/ou psíquico, no momento em que o indivíduo toma consciência do sofrimento ou da solidão em que se encontra; em psicologia clínica ou psiquiatria - problema psíquico que se exprime por períodos duráveis e recorrentes de disforia depressiva, surgindo em concomitância com problemas reais ou imaginários ou com experiências momentâneas de sofrimento, podendo ser acompanhado de perturbações do pensamento, da ação e de um grande número de sintomas psiquiátricos; por derivação - sensação de prostração física ou abatimento moral.

derivada: em análise matemática - limite da razão incremental quando o acréscimo da variável independente tende para zero; para uma dada função, sua derivada em um determinado ponto é a taxa de variação de uma variável dependente por uma variável independente, calculada nesse ponto.

derme:
camada subjacente à epiderme, que é constituída por densa rede de tecido conjuntivo.

derrame cerebral: v. acidente vascular cerebral (AVC)

desmossomo: estrutura presente na membrana plasmática e que mantém unidas células epiteliais; desmossoma.

desnutrição: deficiência de nutrientes essenciais e resulta de uma ingestão inadequada devido a uma dieta pobre ou a um defeito de absorção no intestino (má absorção); a um uso anormalmente alto de nutrientes por parte do corpo; ou a uma perda anormal de nutrientes por diarréia, perda de sangue (hemorragia), insuficiência renal ou ainda, suor excessivo.

dessecação: ato ou efeito de dessecar, de retirar a umidade de; dessecamento.

desvio padrão: em estatística - medida de dispersão de uma distribuição de freqüência igual à raiz quadrada da variância; valor assumido pelo afastamento quadrático médio quando a origem é a média aritmética ou a esperança matemática; afastamento quadrático médio da média, afastamento unitário, afastamento padrão, desvio unitário.

diabetes: em endocrinologia - problema metabólico causado por deficiência de insulina, em que a utilização de carboidratos é reduzida e a de lipídios e proteínas aumentada, ocorrendo nos casos mais graves glicosúria, perda de água e eletrólitos, cetoacidose e coma.

diáfise: segmento médio do corpo de um osso longo.

diafragma: feixe musculotendinoso (musculofibroso), em forma de abóbada, que separa a cavidade torácica da cavidade abdominal, sua face superior convexa voltada para a primeira e sua superfície inferior côncava dirigida para a última.

diartrose: articulação móvel caracterizada pela presença de superfícies articulares revestidas de cartilagem e separadas por uma cavidade que é cercada por membrana sinovial e uma cápsula fibrosa (v. cápsula articular). O mesmo que articulação sinovial.

diástole: em fisiologia: parte do ciclo cardíaco que se segue à sístole e é caracterizada por relaxamento muscular e enchimento dos ventrículos.

diastólico: em fisiologia: relativo à ou próprio da diástole; em medicina: que ocorre durante a diástole.
diatermia de microondas: é semelhante à diatermia de ondas curtas no que diz respeito ao emprego de ondas eletromagnéticas para aquecer os tecidos. Porém, as freqüências para a diatermia por microondas situam-se entre 915 e 2456 MHz, 30 a 100 vezes mais altas do que as utilizadas pela diatermia de ondas curtas.

díploe: osso esponjoso entre duas finas camadas de tecido compacto que formam os ossos do crânio; díploa.

discal: relativo a disco.
disco intervertebral: cada um dos discos fibrocartilaginosos que se intercalam entre vértebras vizinhas, constituído por um anel fibroso de várias camadas, na periferia, e por um núcleo pulposo interno, elástico e macio, remanescente da notocorda primitiva. Em caso da lesão (ruptura) do anel, pode formar-se uma hérnia do núcleo (hérnia de disco) que pode eventualmente comprimir as estruturas nervosas adjacentes, produzindo dor ou paralisia na área correspondente.
disforia: estado caracterizado por ansiedade, depressão e inquietude.

disfunção: distúrbio da função de um órgão.

dispnéia: dificuldade de respirar caracterizada por respiração rápida e curta, geralmente associada à doença cardíaca ou pulmonar.

distal: em anatomia, nos membros é usado para indicar mais distante da raiz ou extremidade de conexão do membro.

distensão: em medicina - repuxo ou deslocamento de um tecido ou órgão (músculo, ligamentos, nervo etc.); estiramento.

distúrbios de condução: Diversas anomalias do sistema de condução do impulso elétrico podem provocar arritmias que podem ser desde inofensivas até graves com risco de morte. Cada variedade de arritmia tem sua própria causa, enquanto que uma causa pode dar lugar a vários tipos de arritmias. As arritmias leves podem apresentar-se pelo consumo excessivo de álcool ou de tabaco, por estresse ou pelo exercício. A hiper-atividade ou o baixo rendimento da tiróide e alguns medicamentos, especialmente os utilizados para o tratamento das enfermidades pulmonares e a hipertensão, também podem alterar a freqüência e o ritmo cardíacos. A causa mais freqüente das arritmias é uma enfermidade cardíaca, em particular a enfermidade das artérias coronárias, o mal funcionamento das válvulas e a insuficiência cardíaca. Em ocasiões, as arritmias sobrevêm sem uma enfermidade cardíaca subjacente o qualquer outra causa detectável.

diurético: em farmacologia - que ou o que estimula a secreção de urina (diz-se de substância, medicamento etc.).

DNA: sigla de ácido desoxirribonucléico.
doença pulmonar obstrutiva: A obstrução de una via respiratória pode ser reversível o irreversível. No caso da asma, a obstrução é completamente reversível. Na enfermidade pulmonar obstrutiva crônica, quando esta é causada pela bronquite crônica, a obstrução é parcialmente reversível, enquanto que, quando é causada pelo enfisema, é irreversível.

domínio: região de um peptídio que tem uma estrutura terciária coerente e, possivelmente, uma função autônoma.

dorsal: v. posterior.

duodeno: parte inicial do intestino delgado que se estende do piloro até o jejuno.

dura-máter: uma das 3 membranas de tecido conjuntivo que envolvem e protegem o encéfalo, situando-se por fora da aracnóide e da pia-máter.

voltar ao topo

Todos os direitos e imagens reservados - Clínica de fraturas Zona Norte | Design by Midhaus