GLOSSÁRIO DE TERMOS ENCONTRADOS NESSE SITE

 

Se você quiser ver todo o glossário em uma página simplificada para impressão, clique aqui.

 

a | b | c | d | e | f | g | h | i | j | k | l |m | n | o | p | q | r | s | t | u | v | w | x y | z 

g

gás nobre: em química - gás sem atividade química, pertencente ao grupo 0 da tabela periódica (hélio, neônio, argônio, criptônio, xenônio e radônio); gás inerte.

generalista: diz-se de ou indivíduo cujos talentos, conhecimentos e interesses se estendem a vários campos, não se confinando em uma especialização; em medicina: diz-se de ou médico que exerce a medicina clínica; clínico geral, internista.

genésico: relativo a gênese.

GHz: o mesmo que gigahertz.

gigahertz: o mesmo que 1.000.000.000 hertz [unidade de freqüência equivalente a um bilhão de hertz ou 109 Hz (símbolo: GHz)].

glande: em anatomia: a cabeça do pênis; bálano; na mulher, extremidade do clitóris.

glândula: em anatomia, célula, tecido ou órgão cuja função é a de elaborar certas substâncias que são usadas em outras partes do organismo (secreção) ou eliminadas (excreção).

glândula adrenal:
glândula situada imediatamente acima de cada rim, que é responsável pela produção de numerosos hormônios esteróides, relacionados com o equilíbrio eletrolítico e hídrico ou com o metabolismo hidrocarbonado e protéico; adrenal (anteriormente denominada glândula supra-renal).

glândula de Bartholin: cada uma das pequenas glândulas situadas de cada lado da parede da vagina, que segregam um líquido lubrificante, especialmente no momento da relação sexual [do nome do anatomista dinamarquês Casper Bartholin (1655-1738)].

glândula de Skene:
cada uma das glândulas mucosas na parede da uretra feminina [do nome do médico americano Alexander Skene (1838-1900)].

glândula supra-renal: o mesmo que glândula adrenal.

glen(o)-: elemento de composição. Antepositivo, do grego glêné,és ‘pupila, menina do olho, cavidade pouco profunda onde se articulam os ossos; aparece em vocábulos, em geral da área da medicina, do séc. XIX em diante: glena, glênio, glenocoracorradial, glenodina, glenoidal, glenóide, glenoidéia, glenóideo/glenoídeo, glenoideu, glenoumeral /glenumeral.

glena: cavidade de um osso na qual se articula outro; do grego glêné,és 'cavidade pouco profunda onde se articulam os ossos'; v. glen(o)-.

glenoidal:
relativo a ou que se articula na glena; glenóide, glenóideo.

glenóide: do grego glénoeidês,és 'semelhante à cavidade onde encaixa um osso'; também do grego glêné,é 'cavidade pouco profunda onde se articulam os ossos'; ver glen(o)-; em anatomia humana, a superfície articular para o úmero (cavidade glenóide).

glia: v. neuróglia e –glia, -glio.
glia, glio: elementos de composição (do grego, glia = cola) que denotam relação com substância pegajosa (glutinosa) ou com a glia do SNC (p. ex.: neuróglia, glioma, glioblastoma).

glicogênio:
polissacarídeo semelhante ao açúcar que constitui a forma principal na qual um carboidrato é armazenado no ser humano.

glicoproteína: qualquer proteína que contém pelo menos um carboidrato.

glicose: em bioquímica - substância (C6H12O6) que constitui a principal fonte de energia para os organismos vivos, encontrada em plantas especialmente nos seus frutos; dextrose (usado em hipoglicemias, contra toxinas hepáticas, como nutriente etc.).

glicosúria: presença de glicose na urina.

globulina:
termo genérico que designa um grupo de proteínas com peso molecular superior

glóbulo branco: v. leucócito.

glóbulo vermelho: célula do sangue dos vertebrados, anucleada no homem e nos demais mamíferos, e que, devido a sua configuração e à presença de hemoglobina, tem como principal função o transporte de oxigênio; corpúsculo vermelho, eritrócito, hemácia.
glucagon: em bioquímica - hormônio polipeptídico antagonista da insulina, segregado pelo pâncreas e que atua elevando o nível de glicose no sangue; glucagônio.

glúon: em física de partículas elementares - bóson, sem carga elétrica, de massa de repouso nula e que possui cor, e cuja troca pode explicar as interações fortes entre os quarks (estas partículas são responsáveis pela coesão entre os quarks, possibilitando a formação de hádrons).

gota: em reumatologia - moléstia geralmente hereditária provocada pelo excesso de ácido úrico no organismo e caracterizada por dolorosos ataques inflamatórios, que ocorrem sobretudo nas articulações.

grandes lábios: dobras cutâneas externas que rodeiam a vulva na mulher e nas fêmeas dos mamíferos em geral.

granulação basófila: referência a granulação citoplasmática das células que se coram, à coloração por corantes básicos, na cor azul.
granulócito: qualquer um dos três tipos de leucócitos presentes no sangue, com núcleo de forma irregular e grânulos citoplasmáticos; leucócito polimorfonuclear - os basófilos, os eosinófilos e os neutrófilos são granulócitos.

voltar ao topo

Todos os direitos e imagens reservados - Clínica de fraturas Zona Norte | Design by Midhaus