GLOSSÁRIO DE TERMOS ENCONTRADOS NESSE SITE

 

Se você quiser ver todo o glossário em uma página simplificada para impressão, clique aqui.

 

a | b | c | d | e | f | g | h | i | j | k | l | m | n | o | p | q | r | s | t | u | v | w | x y | z 

v

vagina: em anatomia geral e biologia: qualquer formação ou estrutura anatômica tubular que serve de revestimento para um órgão ou parte dele; em anatomia, nas fêmeas dos mamíferos, conduto musculomembranoso que vai do útero ao orifício externo do canal genital.

valgo: que se desvia para fora, em relação ao eixo do corpo (diz-se de membro ou segmento de membro).

variância: em estatística - quadrado do desvio-padrão; a esperança matemática do quadrado do desvio de uma variável aleatória; segundo momento de uma distribuição de freqüências, tomando como origem a média.

variável: em matemática - símbolo que representa qualquer um dos elementos de um conjunto; quantidade que pode assumir qualquer um dos valores de um conjunto de valores; o símbolo que a representa.

varicela: infectologia: doença infecciosa aguda, comum na infância, provocada por vírus e caracterizada por febre e erupção maculopapular rápida, seguida de erupção vesiculoeritematosa muito pruriginosa.

varo: que se desvia para dentro, em relação ao eixo do corpo (diz-se de membro ou segmento de membro.

vascularização: fluxo sanguíneo de um órgão, tecido ou parte do corpo; irrigação sanguínea (embora o termo abranja também veias e capilares, tende-se a usá-lo apenas em referência à irrigação arterial); multiplicação natural ou cirúrgica dos vasos sanguíneos de uma parte do corpo ou o desenvolvimento induzido de novos vasos em tecido que não os continha.

vaso: conduto que transporta os líquidos do corpo.

vaso aferente: o que conduz o sangue, a linfa ou o quilo para um órgão.

vaso eferente: o que recolhe o sangue, a linfa ou o quilo de um órgão.

vaso linfático: todo canal que conduz a linfa, abrangendo os vasos linfáticos profundos, os superficiais e os quilíferos.

vaso quilífero: cada um dos pequenos vasos linfáticos que absorvem o quilo no intestino.

vaso sanguíneo: todo e qualquer canal que conduza o sangue, abrangendo artérias, veias e capilares.

vasoativo: em fisiologia - que afeta os vasos, especialmente quanto ao grau de contração ou dilatação (diz-se de medicamento, substância, hormônio etc.).

vasoconstrição: diminuição do diâmetro dos vasos sanguíneos.

vasoconstritor: que ou o que diminui o calibre dos vasos através da contração de suas fibras musculares (diz-se de substância ou medicamento).

vasodilatação: em fisiologia: aumento do diâmetro dos vasos sanguíneos.

vasodilatador: em farmacologia - que ou o que aumenta o calibre dos vasos, alongando suas fibras musculares (diz-se de substância ou medicamento).

vasos linfáticos: canais que conduzem a linfa, abrangendo os vasos linfáticos profundos, os superficiais e os quilíferos.

vegetativo: relacionado com, procedente de ou afetando as funções involuntárias do organismo, como o sistema nervoso vegetativo.

veia: em anatomia geral: nos vertebrados, vaso de paredes delgadas através do qual se dá o retorno do sangue para o coração (geralmente as veias transportam sangue com baixo teor de oxigênio; a única exceção é a veia pulmonar).
ventilação alveolar por minuto: é o volume total de ar fresco que penetra nos alvéolos pulmonares e áreas adjacentes de trocas gasosas a cada minuto.

ventral: v. anterior.

ventrículo: cada uma das duas cavidades inferiores do coração.

vênula: pequena veia; em anatomia geral: designação genérica das veias menores que se unem formando plexos ou redes venosas.

verga: peça flexível de madeira; ripa, virga; como termo de marinha: peça de madeira ou metal disposta transversalmente num mastro e da qual pende vela redonda.

vértebra: cada um dos ossos curtos que, justapostos forma a coluna vertebral, ou raque, eixo e sustentação do corpo do homem.

vertigem: em medicina: sensação de movimento oscilatório ou giratório do próprio corpo ou do entorno com relação ao corpo; tonteira, tontura.

vesícula: em anatomia geral: pequena bexiga de paredes delgadas, geralmente preenchida por líquido; em patologia: erupção cutânea de pequena dimensão, de forma hemisférica, cheia de líquido incolor, claro ou amarelado; ampola, bolha, empola.

vesícula seminal: uma das duas bolsas glandulares presentes em cada lado do aparelho reprodutor masculino; no homem, segrega um fluido (líquido seminal) que contém açúcar e proteína e segue pelo ducto ejaculatório.

vesicular: relativo a ou próprio da vesícula.

vesiculoeritematosa: relativo a ou próprio de uma combinação de vesículas e eritema.

vestíbulo: em anatomia:cavidade que dá acesso a um órgão oco; cavidade central do labirinto ósseo da orelha que se comunica com os canais semicirculares posteriormente e, anteriormente, com a cóclea.

vírus: em virologia: cada um de um grupo de agentes infecciosos diminutos (de 10 nm a 250 nm de diâmetro), caracterizados pela falta de metabolismo independente e pela habilidade de se replicarem somente no interior de células vivas hospedeiras; são compostos por uma bainha protéica que circunda uma molécula de ADN ou ARN).

víscera: qualquer órgão situado na cavidade do tronco que desempenha uma ou mais funções vitais do organismo (p.ex.: coração, estômago, útero, pâncreas e intestinos); o conjunto desses órgãos; entranhas.

visceral: relativo ou pertencente a víscera(s); visceroso.

vitamina A: vitamina de natureza alcoólica, lipossolúvel, insolúvel em água; é um componente de pigmentos visuais e é essencial para a epiderme; retinol; encontrada em óleos de fígado, sua deficiência está relacionada à cegueira noturna.

vitamina D: em bioquímica - cada uma das vitaminas quimicamente relacionadas ao calciferol, lipossolúveis, essenciais para a deposição de cálcio nos ossos e dentes (são encontradas em fígado de peixes).

volar: v. palmar.

volição: em psicologia – capacidade, sobre a qual se baseia a conduta consciente, de se decidir por uma certa orientação ou certo tipo de conduta em função de motivações; um dos três tipos de função mental (afeto, cognição e volição).

volição: em psicologia - capacidade, sobre a qual se baseia a conduta consciente, de se decidir por uma certa orientação ou certo tipo de conduta em função de motivações; um dos três tipos de função mental (afeto, cognição e volição).

vulva: conjunto das partes externas dos órgãos genitais femininos dos mamíferos; em anatomia humana, compreende o monte pubiano, os grandes e pequenos lábios, o clitóris, o vestíbulo da vagina, as glândulas de Skene, as glândulas de Bartholin, a abertura da uretra e a vagina.

voltar ao topo

Todos os direitos e imagens reservados - Clínica de fraturas Zona Norte | Design by Midhaus